Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Biblista explica por que a Bíblia tem diferentes traduções

Padre Giorgio Zevini destaca que Igreja católica lê a Bíblia considerando a contribuição dada pelo magistério da Igreja Nesta segunda-feira, 30, celebra-se o dia de São Jerônimo, que foi o primeiro tradutor da Bíblia para o latim. No Brasil, o mês de setembro é dedicado ao estudo da Sagrada Escritura, o livro mais traduzido do mundo. As traduções são diversas mesmo entre as Bíblias católicas.
Padre Giorgio Zevini é biblista italiano e concedeu uma entrevista à nossa equipe sobre as traduções da Bíblia. Ele explica que, ao longo dos séculos, a Igreja sempre teve um modo de traduzir e interpretar a Bíblia, principalmente tendo em vista a necessidade de fazer o povo de Deus compreender Sua Palavra.
Mas a Sagrada Escritura apresenta diferentes traduções, dependendo da religião. O sacerdote, que participou do Sínodo dos bispos sobre a Palavra de Deus em 2008, explica que isso acontece porque há dois modos de ler a Bíblia: considerando apenas os textos originais ou considerando também a contribuição da tradição da Igreja ao longo do tempo. No caso do catolicismo, explicou padre Giorgio, adota-se o segundo modo.
"Enquanto a Igreja católica lê a Escritura na fé e valorizando também a tradição e o ensinamento do magistério ao longo dos séculos, o mundo protestante se concentra somente em ler o texto aplicado no sentido original escrito, valoriza muito a dimensão da fé descuidando, de certo modo, da dimensão da tradição do magistério da Igreja”.
Para além desse aspecto, padre Giorgio diz que não há muita diferença entre as traduções. E para saber identificar uma Bíblia católica, o sacerdote diz que basta procurar o imprimato, que é uma aprovação eclesiástica que a Igreja católica coloca em suas traduções.
“Com este (imprimato) podemos estar seguros de que respeitam não somente a tradução dos textos originais, mas nos fazem ver também através das notas que estão nas bíblias, nos fazem ver o caminho que a Igreja fez, a interpretação que deu a estes textos e, então, o enriquecimento espiritual e o conteúdo que há nestes textos da Bíblia”.
Veja, abaixo, íntegra da entrevista, com tradução simultânea, concedida aos repórteres Liliane Borges e André Alves:


Canção Nova

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.