Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Maioria dos eleitores deixa de votar em candidato apontado pelas igrejas

Embora a Igreja apareça na pesquisa encomendada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) em primeiro lugar no item "grau de confiança", 66,2% dos entrevistados não votariam em candidato indicado a cargo eletivo pela liderança de sua denominação.
Também é elevado o percentual - 57,8% - de brasileiros e brasileiras que não concordam com a candidatura de líderes religiosos a cargos políticos. Menos de um terço dos entrevistados (28,5%) votaria em candidato indicado pela igreja e 38,7% concordam com a candidatura de religiosos.
A pesquisa foi realizada entre 31 de agosto a 4 de setembro e ouviu 2.002 pessoas, em 135 municípios do país, com uma margem de erro de 2,2 pontos percentuais, com 95% de nível de confiança.
Do universo entrevistado, 65,4% eram católicos, 21,1% evangélicos, 3,7% espíritas, 1,1% declarou seguir outra religião que não as acima, 7,7 disseram que não tinham religião e 0,5 se declarou ateu.
No quesito grau de confiança, subdividida entre "confia sempre" e "confia na maioria das vezes", a Igreja apareceu na pesquisa em primeiro lugar, com 62,6%, seguida das Forças Armadas (53,5%), imprensa (34,8%), Polícia (31,2%), Justiça (28%), Serviço Público (27,7%), Governo (17,2%) e Congresso Nacional (14,3%).

ALC

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.