Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Igreja Anglicana deve escolher entre “evangelizar ou fossilizar”

Enquanto o arcebispo de York pede um novo esforço para conquistar almas, um antigo arcebispo de Cantuária avisa que a Igreja Anglicana pode desaparecer dentro de uma geração.
O Arcebispo anglicano de York, John Sentamu, afirmou na segunda-feira que a Igreja de Inglaterra tem de escolher entre “evangelizar ou fossilizar”.
Sentamu, que é de origem ugandesa, é o segundo arcebispo mais importante na Igreja Anglicana, a seguir ao Arcebispo de Cantuária, e é conhecido pelo seu vigor e a franqueza com que exprime as suas opiniões.
As afirmações foram feitas durante um sínodo geral em que os bispos analisam o estado da Igreja que servem. A Igreja Anglicana está a passar por uma grande crise. Além de grandes divisões a nível internacional, entre liberais e conservadores, que se reflectem também a nível interno, o número de praticantes tem descido de forma acentuada nos últimos anos.
Segundo Sentamu, as discussões intermináveis entre a hierarquia não são mais do que “remodelar a mobília enquanto a casa arde”.
O bispo recorreu aos exemplos de alguns dos grandes santos da história britânica para apelar a uma reevangelização de Inglaterra.
As palavras de Sentamu surgiram no mesmo dia em que um ex-arcebispo de Cantuária, John Carey, disse numa palestra que a Igreja Anglicana poderá desaparecer dentro de uma geração se tudo continuar como está.
Num mundo que continua à procura de realização espiritual a Igreja tem de se preocupar mais com os jovens, afirmou Carey, considerando que actualmente a Igreja Anglicana é vista não com hostilidade mas simplesmente com indiferença pela maioria da população, “devíamos ter vergonha”.
“Como já disse várias vezes, estamos a uma geração da extinção. Temos de dar razões coerentes aos jovens para que percebam porque é que a fé é relevante para eles”.
Entretanto durante o fim-de-semana um dos grandes debates que actualmente ainda divide a Igreja de Inglaterra pareceu ficar decidido, com um grupo mais conservador a indicar que não voltará a tentar bloquear a ordenação episcopal de mulheres.
As mulheres podem ser bispos em várias Igrejas da Comunhão Anglicana, incluindo nos EUA, onde a Igreja Episcopaliana é liderada por uma mulher. Mas na Igreja de Inglaterra propriamente dita, apesar de haver mulheres no sacerdócio há muitos anos, a ordenação episcopal tem sido travada.
Com a mudança de posição, é possível que as mudanças sejam consagradas já nos próximos dois anos.

Renascença

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.