Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Jovens usam aplicativos para levar ensinamentos da Bíblia em Bauru

Usuários substituem livros pesados por equipamentos modernos.
Fiéis usam aplicativos e redes sociais para evangelizar.
O uso da tecnologia é cada vez mais comum entre os religiosos e tem auxiliado na evangelização. Em Bauru (SP), vários grupos utilizam aplicativos em tablets e smarphones para levar os ensinamentos da Bíblia ou mesmo para promover encontros.
Atualmente, vários aplicativos relacionados às religiões têm sido usados por católicos, espíritas e evangélicos. São programas instalados em smartphones ou tablets; muitos deles são gratuitos e une a tecnologia à oração. Apesar de parecer uma mania passageira, conforme constatação de uma pesquisa de doutorado de uma jornalista de Bauru, o uso de tablets e smartphones tem sido fundamental para a comunicação entre jovens que querem se evangelizar.
“De cada 100 jovens, 99 usam a internet diariamente para se comunicar com integrantes engajados de suas comunidades que participam de grupos e atividades nas suas paróquias. Além disso, esses usuários espontaneamente levantam a bandeira de ser um jovem católico nas redes sociais, o que, de certa maneira, tem contribuído para evangelizar”, ressalta a jornalista Aline Mendes.
Com poucos toques na tela do tablet, o jornalista Marcelo Zanluchi tem acesso a várias orações. O aparelho eletrônico aliviou o peso dos quatro livros que ele costumava carregar por onde ia. “Com o aplicativo, posso rezar no intervalo entre as reuniões ou em viagens. É vantajoso porque não preciso levar os livros e eles também não estragam”, diz.

Todas as religiões
Além dos jovens católicos, a modernidade também é bem vinda nos cultos evangélicos. O pastor Edson Valentim Freitas usa a sagrada escritura para pregar, mas o dispositivo pessoal é um auxílio que só trouxe benefícios. “O aplicativo ajuda principalmente na identificação da mensagem, da memorização e a transmissão de uma forma mais eficiente”, comenta.
Segundo o diretor de um grupo de jovens espíritas de Bauru, os aplicativos nos smartphones e os programas na internet são fundamentais para reuniões com grupos de outras cidades. Os encontros através de vídeo conferência ocorrem a cada duas semanas e reúnem jovens de mais de 100 cidades em um só dia.
“Se todos os integrantes das reuniões tivessem que vir para Bauru, gastariam R$ 50. Nós fazemos reunião quinzenal, o que daria R$ 100 para cada um por mês, se o encontro fosse presencial. Com a internet, a gente consegue cortar esse valor e nos reunir da mesma forma”, comenta Alan Nagatomo.

G1

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.