Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Religioso que usar púlpito para pregação homofóbica deve ser criminalizado, indica pesquisa

Pregadores que dirigirem homilias condenando o homossexualismo devem ser criminalizados. Essa é a opinião de 60% de brasileiros e brasileiras ouvidos pela pesquisa IBOPE Inteligência/CNT (Confederação Nacional dos Transportes) para a revista Época.
Oito em cada dez brasileiros são a favor de que divorciados se casem de novo no religioso, 73% entendem que recorrer a métodos contraceptivos não fere preceitos religiosos, assim como sexo antes do casamento não é problema para 61% dos entrevistados.
Mas ao mesmo tempo 61% dos ouvidos são contrários ao casamento religioso de pessoas do mesmo sexo. Para 45% dos entrevistados, a homossexualidade fere preceitos religiosos; 49% discordam dessa posição. Independente de credo, 69% disseram que praticar aborto fere princípios religiosos.
Pouco mais de seis em cada dez brasileiros (65%) são de opinião que a Igreja Católica devesse aceitar que padres se casem e constituam família, mas 48% são contra; 46% são favoráveis a que mulheres exerçam o ministério sacerdotal e 74% não aceitam padres homossexuais no ministério.
Para 60% do universo ouvido na pesquisa, o maior problema da Igreja Católica são os casos de pedofilia, seguidos dos problemas de corrupção (16%) e o distanciamento da realidade dos fiéis (8%). Mas após a escolha de Francisco ao pontificado, 37% dos ouvidos disseram que aumentaram a confiança na Igreja Católica, 4% diminuíram e 59% manifestaram que não houve alteração.
A pesquisa ouviu 2.002 pessoas de 141 municípios brasileiros entre os dia 5 a 9 de dezembro no ano passado.

ALC

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.