Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Preso suspeito de vender assinatura falsa de jornal a freiras, padres e pastores

A polícia deteve nesta manhã de quinta-feira (19), dia de Corpus Christi, Walter Lins dos Santos, suspeito de praticar o crime de estelionato contra freiras, padres, pastores e outros religiosos em Maceió. Ele foi flagrado recebendo dinheiro de freiras do convento São Judas Tadeu, no bairro da Serraria, após vender assinaturas falsas de jornal.
Walter, segundo apurou a Polícia Civil, afirmava aos seus “clientes” que era vendedor de assinatura de um jornal de circulação diária em Alagoas. Ele efetuava o negócio, recebia o dinheiro, mas não enviava o produto.
Isso porque o suspeito não tem qualquer vínculo com a empresa, nem autorização para realizar a venda de assinaturas. A polícia apreendeu um recibo de renovação de assinatura anual, que tem até um carimbo falso da empresa, no qual foi cobrado R$ 449,90 da vítima, que já era assinante.
De acordo com as primeiras informações colhidas pelo delegado Alexandre César, da Central de Flagrantes, o homem só atuava dando golpes em religiosos porque são pessoas que não costumam se envolver com a polícia e têm resistência em prestar queixa.
Esse é exatamente o problema enfrentado no caso, em que a ausência de vítimas está impedindo o delegado de autuar o suspeito em flagrante por estelionato, apesar de todas as provas.
Walter tem passagem pelas polícias de Goiás, Paraná, Bahia e Rio de Janeiro, por estelionato, roubo e furto.
Ao TNH1, o suspeito afirmou que só vendeu duas assinaturas em Maceió, mas não disse por que cometeu o crime. Ele continua detido na Central.

TNH1

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.