Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Deputados discutem presença de cruz e Bíblia na Assembleia do ES

Audiência pública foi realizada na última segunda-feira (14).
Deputado pretende enviar ofício para pedir retirada de símbolos.
Uma audiência pública realizada na Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales) discutiu a liberdade religiosa no estado laico. Foram ouvidos diversos relatos de pessoas que consideram desrespeitosa a presença da réplica da Cruz Reverente e leitura da Bíblia na Casa. O deputado Claudio Vereza (PT) presidiu a sessão e encaminhou o pedido à Comissão de Cidadania e Direitos Humanos, na segunda-feira (14).
A audiência visava estabelecer uma interlocução entre as religiões e destacar a importância da laicidade do estado. Entre os pontos de discussão estão a liberdade de expressão e a de crença, além do respeito às diferentes crenças e à liberdade de culto.
Depois da discussão na Ales, deputados já se posicionaram contra a proposta. Parlamentares evangélicos e católicos afirmaram não concordar com a atitude. “Não tem por que retirar os símbolos. A cruz não vai ser removida, porque a maioria acredita em Deus. Assim, ela tem que continuar na Casa”, falou o presidente da Ales, Theodorico Ferraço (DEM), que declarou ser católico.
Outros parlamentares, como Glauber Coelho (PSB), que é evangélico, e Hércules Silveira (PMDB), católico, disseram que vão lutar pela permanência dos símbolos religiosos na Assembleia. Os dois argumentaram que a cruz e a Bíblia não atrapalham e ainda sugeriram que representações de outras religiões fossem colocadas no local, para evitar mais transtornos.
Os pedidos e reclamações foram ouvidos, registrados e encaminhados pelo presidente da sessão à Comissão de Cidadania e Direitos Humanos, que foi a responsável por solicitar a audiência pública.

G1

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.