Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Em pesquisa, os brasileiros que adulteram creem que Deus perdoa casos extraconjugais

Para 76% dos usuários do site de infidelidade, Deus perdoa odisseias desde que, estas tenham ocorrido por uma boa causa; 45% rezam a Deus por perdão.
A preferência destes adúlteros cristãos brasileiros é de serem perdoados pelo seu cônjuge do que por Deus. Esta é uma das principais conclusões de uma pesquisa feita por uma rede social de infidelidade sobre como os adúlteros tratam da relação traição x religião.
De acordo com o site Victoria Milan, que entrevistou 3.544 infiéis brasileiros cadastrados na rede, 76% dos usuários acreditam que Deus perdoará suas odisseias infiéis, desde que estas tenham ocorrido por uma boa causa. No entanto, este mesmo grupo não procura ativamente oportunidades para obter perdão divino, seja em uma confissão ou habitual oração.
O questionário revelou também que a maior parte dos infiéis (54%) acredita ser mais importante o perdão conjugal do que o divino.
Para Sigurd Vedal, fundador do site, os resultados demonstram uma disposição para acreditar mais facilmente no perdão de Deus do que no do parceiro.
"A nossa pesquisa nos mostra que o cristianismo não é visto como sendo uma religião promíscua, pelo menos não mais do que outra religião qualquer, embora os cristãos priorizem o impacto da infidelidade no seu cônjuge em detrimento daquele que é causado na sua fé", diz.
"Eles acreditam veemente que Deus perdoria sua infidelidade, enquanto a vontade do parceiro não parece igualmente benevolente", opinou.

As perguntas foram realizadas com 3.544 brasileiros pesquisados:

- É cristão?
Sim - 82%
Não - 18%

- Considera o cristianismo uma religião de pessoas infiéis?
Sim - 9%
Não - 45%
Não mais do que as restantes - 46%

- Acredita que Deus perdoa casos extraconjugais, caso ocorram por uma boa razão/causa?
Sim - 76%
Não - 24%

- Reza a Deus pelo perdão da sua infidelidade?
Sim - 45%
Não - 55%

- Acredita que se tornasse mais religioso se parasse de trair?
Sim - 12%
Não - 88%

- Acredita ser mais importante o perdão de Deus ou o do seu cônjuge?
De Deus - 46%
Do Cônjuge - 54%

- Considera festividades Cristãs, tais como o Dia de Todos os Santos, uma boa ocasião para compensar os seus pecados e procurar o perdão?
Sim - 36%
Não - 64%

Com informações do Jornal O Tempo

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.