Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Francisco não faz aumentar o número de católicos na América Latina, diz pesquisa

América Latina possui mais de 425 milhões de fiéis na Igreja, que representam quase 40% da população católica do planeta
Mesmo sendo o primeiro Papa latino, Francisco não traz mais fiéis para a Igreja no continente
O papa Francisco tem uma imagem extremamente positiva na América Latina, mas isto não impede a contínua queda do número de adultos que se declaram católicos, de acordo com uma pesquisa realizada em 18 países.
O estudo do instituto PEW Research mostra que atualmente apenas 69% dos adultos se identificam como católicos na região.
A América Latina possui mais de 425 milhões de fiéis na Igreja, que representam quase 40% da população católica do planeta, mas o número de fiéis que procuram outra denominação religiosa aumenta de maneira sustentada, em sua maioria para denominações protestantes.
A pesquisa PEW revela que 84% dos latino-americanos adultos afirmam que foram criados dentro do catolicismo. Como 69% deles professam a religião, a dedução é de que 15% procuraram outras igrejas.
No sentido contrário, segundo o estudo, 9% dos latino-americanos afirmam que foram criados como protestantes, mas na idade adulta 19% deles se reconhecem em uma de suas denominações, o que ressalta a transição religiosa.
"Em cada país pesquisado, a Igreja Católica registra perdas por causa da mudança religiosa, já que muitos latino-americanos se uniram a igrejas protestantes evangélicas ou simplesmente rejeitaram uma religião organizada", destacou o instituto.
Neste quadro, aproximadamente um em cada quatro nicaraguenses, um em cada cinco brasileiros e um em cada sete venezuelanos se declaram como ex-católicos"
Estas pessoas deixaram o catolicismo e se voltaram para uma série de denominações e igrejas independentes que, em geral, são consideradas protestantes.
O estudo considera protestantes os batistas, adventistas, metodistas, luteranos e presbiterianos, assim como as igrejas pentecostais. Estas últimas reúnem quase metade dos fiéis, com a igreja Assembleia de Deus como a mais citada.
Na Colômbia, por exemplo, 74% dos declarados protestantes afirmam que foram criados como católicos.
Questionadas sobre as razões da mudança da Igreja Católica para uma denominação protestante ou evangélica, muitas pessoa citaram a "busca de uma conexão pessoal com Deus" (81%) ou a preferência por um tipo de ritual em sua nova igreja (69%).
O PEW destacou que, em geral, a América Latina abraçou o papa Francisco (o cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio, um jesuíta), que tem uma imagem muito favorável, que em seu país natal chega a 91% dos entrevistadoss.
"Mas Francisco não impressiona a todos por igual", afirma o estudo. Entre o contingente dos declarados ex-católicos, quase metade expressa apoio ao pontífice ou considera seu papado uma mudança para a Igreja Católica.
Na Argentina, por exemplo, 91% dos adultos têm opinião favorável a Francisco, contra 3% que apresentam uma visão negativa. Na Guatemala, porém, o papa tem 54% de opiniões favoráveis e 17% contrárias, com 28% de pessoas sem uma opinião formada.

Publicado originalmente no Terra

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.