Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Bancada evangélica de BH ameaça rebelião por verba para 'Sermão da Montanha'

Prefeito Marcio Lacerda se reuniu na manhã desta terça-feira para conversar com vereadores, que apoio da prefeitura para evento religioso.
O prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB), decidiu atuar como 'bombeiro' na manhã desta terça-feira (3) para tentar conter uma rebelião da bancada evangélica na Câmara Municipal. A contenção de apoio financeiro por parte do poder executivo municipal ao "Sermão da Montanha", um evento religioso, pode ser o combustível para que Lacerda perca poder de voto em projetos de seu interesse. De um total de 41 vereadores, 11 integram o grupo.
O tucano Henrique Braga abre o jogo e diz que Lacerda prometeu estudar uma maneira de ajudar os eventos religiosos na cidade. "Ficou no mesmo ponto", comenta. Ao ser questionado se defende uma rebelião, rebate: "Rebelião, não. Vou manter minha posição. Só vou ser base no dia que for atendido".
Líder da bancada de vereadores ligados a partidos religiosos, Autair Gomes (PSC) informa que outra reunião entre os parlamentares está marcada para o começo desta tarde (3). Na ocasião, será discutida qual vai ser a diretriz do grupo diante da tentativa de negociação do prefeito.
"O prefeito foi receptivo e a reunião foi propositiva. Não discutimos apenas eventos religiosos, mas também projetos de interesse da cidade", pondera. Gomes ainda diz ser preciso sensibilidade para entender o momento financeiro de aperto.
"A situação econômica do município tem que ser reconsiderada porque a arrecadação está muito menor do que foi a expectativa", avalia, sem citar números concretos.
Juliano Lopes, vereador pelo Solidariedade, ressalta que Lacerda comprometeu-se a divulgar um relatório para atender a bancada ainda neste mês de março. Questionado como ficam as votações, ele não condicionou votar a favor de projetos de interesse do executivo municipal em função de um posicionamento sobre apoio financeiro da prefeitura a eventos evangélicos.
"Se o projeto for bom, vamos votar. Não somos oposição ao governo. Não somos inimigos do prefeito, apenas queremos que ele veja nosso lado."
Na pauta da Câmara Municipal está o projeto de lei que enterra o benefício da verba indenizatória, pronto para votação em segundo turno. O impasse diante do "grupo dos 11", pode esvaziar a sessão durante a semana. Também na pauta estão projetos com medidas para reduzir o consumo de água na cidade.

Entenda
Lacerda foi acusado de reduzir o patrocínio para o Sermão da Montanha, tradicional evento evangélico que ocorre anualmente em Belo Horizonte. A 26ª edição está prevista para acontecer na sexta-feira da Semana Santa.
Em 21 de março do ano passado, publicação no Diário Oficial indica que a prefeitura, por meio da Belotur (empresa municipal de turismo), concedeu R$ 30 mil para contratação de uma associação para promover o evento, dentro da legislação municipal de "concessão de subvenção a eventos de potencial turístico". Os projetos aprovados para receber apoio financeiro da prefeitura foram divulgados no dia 7 de fevereiro de 2014.
No dia 24 de janeiro de 2015, a prefeitura divulgou os projetos aprovados no âmbito do mesmo auxílio financeiro. O tradicional Sermão da Montanha, que reúne em média 20 mil evangélicos anualmente, não consta na lista. O valor global destinado no 11º edital foi R$ 800 mil, o mesmo destinado na edição anterior, no ano passado. Outros eventos religiosos, entretanto, constam como contemplados em 2015: Folia com Cristo e Conferência Jovem: Paixão e Devoção. Assim como em 2014, os projetos concorreram a auxílios financeiros que variam de R$ 10 mil a R$ 80 mil, de acordo com a categoria.

Publicado em O Tempo

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.