Header Ads

ATUALIZADAS
recent

‘Menina Pastora’ hoje dá aulas de Física e faz parte do movimento ‘Eu escolhi esperar’

Quando tinha apenas sete anos de idade, Ana Carolina Dias ganhou fama por sua pregação fervorosa e ficou conhecida como a “menina pastora”. Filha do pastor Ezequiel Dias, do Ministério Palavra de Amor e Vida da Assembleia de Deus, ela – hoje com 20 anos – foi, seguramente, um dos primeiros grandes fenômenos do Youtube no Brasil.
A repercussão pela forma como a pequena demonstrava a sua fé foi tanta que, além das milhares de visualizações de seus vídeos no site, ela virou tema de dois documentários estrangeiros: um inglês, produzido pela emissora BBC, e outro italiano, realizado pela FireCracker Films.

Hoje, mais de dez anos após o início de sua carreira, a jovem Ana Carolina não vive mais sob os holofotes, e leva uma vida que considera “normal, graças a Deus e um pouquinho da ajuda da família”, nas palavras dela. Está terminando a faculdade de licenciatura em Física pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e dá aulas da disciplina que estuda em casa e em um cursinho pré-vestibular. Mas se engana quem pensa que a decisão de estudar uma ciência exata a afastou da fé: atualmente, Ana Carolina ajuda ao pai na igreja – agora própria -, como coordenadora dos jovens e professora do departamento infantil.
– É natural que as pessoas se espantem quando eu falo que faço Física, mas a fé é algo independente daquilo que eu trabalho. Eu ensino Física, mas nada vai mudar em relação ao que eu penso de Deus. A física é, para mim, um instrumento e uma ratificação daquilo que eu acredito. Eu acredito que Deus criou o mundo, e que tudo é perfeito por causa Dele. Não tem como você, mesmo lendo os outros autores, não assumir que existe um Deus. A física, o que eu estudo, serve pra ter certeza da minha fé. Todo mundo tem que admitir que Deus existe, e criou o mundo como ele é, com toda essa perfeição – diz ela, que descobriu a Física quase que por acaso, durante os estudos para o vestibular:
– Eu me apaixonei pela Física no cursinho. Eu queria fazer Direito, mas descobri a Física e a Matemática nessa época, e isso me encantou. Fiz o vestibular e coloquei Direito como primeira opção e Física como segunda opção. Acabei não passando para a minha primeira escolha, mas pela misericórdia de Deus eu passei para Física na Rural e todos nós da família ficamos muito felizes – explica.
Mesmo tendo a vida encaminhada como professora e tendo a pretensão de fazer um mestrado, Ana Carolina não desconsidera a possibilidade de retomar a carreira que lhe deu projeção:
– Hoje, eu estou aguardando o tempo do Senhor na minha vida. Eu acredito que Deus tenha um chamado para mim, mas o momento é de ajudar o meu pai. Quando eu era criança, meu pai viajava comigo e sempre me ajudou. Hoje eu o ajudo, porque ele sempre me ajudou. Nossa igreja é pequena, não é ligada a um ministério grande. Hoje ele precisa de ajuda minha, como um dia eu precisei da ajuda dele. Se for da vontade de Deus, isso [retomada da carreira] vai se cumprir. Eloquente quando o assunto é a sua vida profissional e religiosa, a jovem fica tímida quando perguntada sobre seus relacionamentos. Integrante do movimento “Eu escolhi esperar”, que defende a virgindade antes do casamento, ela conta que teve um namorado, mas agora está solteira:
– Não deu certo. É como se diz: Deus deu, Deus tirou. Agora também eu estou dando muita aula, em dia de semana e até aos sábados. Corro demais, vivo sem tempo, e tem a igreja também. Por enquanto, eu estou esperando o Senhor e sou feliz assim. Faço parte daquela campanha “Eu escolhi esperar”.

Publicado em Extra

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.