Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Vídeo do EI mostra execução de 30 cristãos etíopes

Metade dos reféns teria sido decapitada pelos jihadistas e a outra metade, assassinada com um tiro na cabeça. Autenticidade das imagens ainda não foi confirmada, mas cenas são semelhantes a divulgações anteriores.
O grupo terrorista "Estado Islâmico" (EI) divulgou um vídeo neste domingo (19/04) que registra a presumível execução de cerca de 30 cristãos etíopes reféns na Líbia.
A autenticidade das imagens ainda não foi confirmada, mas as mortes são semelhantes a outros atos de violência cometidos por integrantes do EI. Além das ocupações no Iraque e na Síria, os jihadistas recentemente vêm tentando ampliar poder também na Líbia, onde o governo central perdeu o controle em boa parte do país.
O vídeo traz a logomarca da Al-Furqan, braço midiático jihadista, e mostra dois grupos de "seguidores da cruz da inimiga Igreja etíope" sendo executados. Um deles é formado por 15 pessoas, decapitadas numa praia. No segundo, outras 15 são baleadas na cabeça em área desértica.
"Nossa batalha é a batalha entre a fé a blasfêmia, entre a verdade e a falsidade", diz em inglês um homem vestido de preto, mascarado e de arma na mão. "O derramamento de sangue muçulmano nas mãos da religião de vocês não é barato", diz, olhando para a câmera: "Os inimigos do EI não estão a salvo nem em seus sonhos, até que adotem o islã."
Em fevereiro, o "Estado Islâmico" divulgou imagens de um grupo de 21 cristãos coptas do Egito sendo executados na Líbia. A ação levou o presidente egípcio, Abdel Fatah al-Sisi, a ordenar ataques aéreos contra posições dos jihadistas em território líbio.

Publicado em DW

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.