Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Domo da rocha "Em vias de extinção", afirma CNN

A cadeia norte-americana de TV "CNN" divulgou na semana passada uma lista daquilo que considera serem as "25 magníficas estruturas em vias de extinção", estando a Cidade antiga de Jerusalém no topo da lista.
A cadeia noticiosa citou a "tensão política" como razão primária para que o sítio se encontre em perigo.
A Cidade velha, bem como as suas muralhas, encontra-se desde 1982 à cabeça da "Lista do Patrimônio Mundial em perigo" organizada pela UNESCO, segundo proposta feita pela Jordânia.
A Cidade velha é aquela que há mais tempo tem estado continuamente nesta lista da UNESCO. A CNN divulgou a lista, destacando o "Domo da Rocha" do meio dos outros 200 monumentos anualmente visitados por milhões de turistas que visitam Jerusalém.
A parte oriental de Jerusalém, incluindo a Cidade velha, ficou sob domínio jordano desde 1948, durante a Guerra da Independência de Israel. Em 1967, durante a Guerra dos Seis Dias, a Cidade foi reunificada e anexada por Israel, uma medida que até ao dia de hoje não tem sido reconhecida a nível internacional. Desde essa altura que a Cidade tem sido um epicentro de conflitos.
Num desastroso esforço para manter a estabilidade, logo após a reunificação, o governo israelita optou por ceder o controle do Monte do Templo à Waqf muçulmana sediada na Jordânia. Este mesmo Monte onde outrora foram erigidos o primeiro e o segundo Templo.
E as consequências desta desastrosa decisão são fáceis de ver: os não muçulmanos (judeus e cristãos) estão proibidos de fazer quaisquer orações ou leituras da Bíblia no Monte; qualquer espécie de ritual religioso não islâmico é imediatamente combatido, muitas vezes de forma violenta; o acesso ao Monte por parte de judeus e não muçulmanos tem bastantes restrições; e como se isto não bastasse, na semana passada a comunicação social divulgou a imagem de uma bandeira negra do "ISIS" desfraldada no Monte.
Realmente o local mencionado pela CNN está "em vias de extinção" e o próprio Monte em si, mas não pelas razões apontadas pela CNN. A Waqf muçulmana continua a fazer escavações no local, e isso sem qualquer autorização ou métodos de preservação. Isso, sim, põe em causa a estabilidade do lugar.
Para além disso, a Waqf muçulmana tem vindo a ser acusada de andar a tentar destruir evidências arqueológicas que comprovam a presença judaica na região e no Monte do Templo.

Publicado em Shalom Israel

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.