Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Andressa Urach revela nome de guerra e passado como prostituta em biografia

Recém-convertida, modelo que quase perdeu a vida por injetar hidrogel nas pernas contará detalhes da sua trajetória no mundo das drogas e da prostituição.
Andressa Urach divulgou na noite desta sexta-feira na sua conta do Instagram as imagens da capa e contra-capa da sua biografia, "Morri para Viver", que deve ser lançada pela editora Planeta até o fim de agosto. Segundo as informações contidas na contracapa, o livro, que foi escrito pelo vice-presidente de jornalismo da Record, Douglas Tavolaro contará como Andresa "se tornou uma das prostitutas mais caras e desejadas do país" e "casos secretos com clientes ricos e famosos", que envolvem "empresários milionários, cantores, jogadores de futebol, artistas, bandidos e religiosos".
As imagens publicadas já revelam o nome de guerra que ela usava quando era prostituta: Ímola. A biografia de Andressa também narrará detalhes de "noitadas" e "festas particulares", da sua relação com as drogas, do vício em fazer cirurgias plásticas e de "como se inventa a fama no universo das celebridades". "Confesso que foi preciso coragem para contar tudo. Venci a vergonha de um passado sujo para tentar estender a mão para quem se considera em um beco sem saída", escreveu ela na rede social, para promover o livro.
No início desse ano, a modelo passou dias internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em decorrência de uma infecção na perna originada pelo uso de hidrogel. Com a saúde restabelecida, saiu do hospital dizendo-se transformada. Em seguida, converteu-se à religião evangélica pela Igreja Universal do Reino de Deus, onde foi batizada; e assinou contrato com a Record, ligada à denominação neopentecostal.

Publicado em Veja

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.