Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Pastor americano é acusado dar tapas nos traseiros de mulheres em ritual

Howard Curtis também é acusado de violentar outras sete mulheres, além de agredir crianças, no Sul de Londres.
Um pastor americano de 72 anos é acusado de agredir mulheres durante ritual de "cura espiritual", em Wallington, Sul de Londres, na Inglaterra. Ele ordenava que as vítimas se despissem e depois as espancava nos traseiros sob pretexto de "expulsar os espíritos malignos".
Segundo o The Sun, o reverendo Howard Curtis é ex-chefe de uma igreja batista independente, e afirma que já realizou o ritual como culto no sul de Londres. Para adquirir a confiança das fiéis, ele se dizia capaz de livra-las de traumas sofridos por abusos domésticos e depressões.
Após abusar e matar criança, adolescente de 15 anos será julgado como adulto Quando procurado pelas vítimas, ele as obrigava a participar do 'ministério da libertação'. No ritual, Curtis ordenava que as mulheres ficassem nuas e, em seguida, batia em seus traseiros com as mãos a fim de eliminar da vida das fiéis o choque vivido pela violência doméstica.
De acordo com a procuradora Jane Osborne, o pastor é acusado de violentar outras sete mulheres. A procuradora salienta que o ele manipulava as vítimas usando as fraquezas delas. E com isso, satisfazia seus desejos sexuais durantes os sessões sem medo de ser denunciado. "A vulnerabilidade das mulheres era grande, devido aos abusos doméstico e sexual, desespero financeiro e depressão. Então, a confiança e o nível de abuso aumentaram quando ele percebeu que elas não seriam capazes de reclamar sobre o que as agressões", disse ao The Sun.
Howard Curtis é casado e sua mulher, Marilyn Curtis, estava no tribunal para apoiar o marido. O reverendo também enfrenta cinco acusações de agressões com resquícios de crueldade envolvendo menores de 16 anos. Curtis nega todas as acusações.

Publicado em O Dia

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.