Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Papa encontrou em segredo tabeliã dos EUA que rejeitou casamento gay, diz advogado

O papa Francisco se encontrou secretamente com uma tabeliã do Estado norte-americano do Kentucky que foi presa por se recusar a emitir licenças matrimoniais para casais gays, e disse palavras de encorajamento, afirmou o advogado da mulher.
Mat Staver, advogado e fundador do Conselho da Liberdade, disse à CBS News na noite de terça-feira que o papa encontrou a tabeliã do condado de Rowan Kim Davis e seu marido na embaixada do Vaticano em Washington na quinta-feira passada, durante sua visita aos Estados Unidos.
O porta-voz chefe do Vaticano, padre Federico Lombardi, disse que não iria confirmar ou negar o relato e que não havia mais comentários. Isso é incomum para o Vaticano, que normalmente emite confirmações ou negações.
O relato do encontro aconteceu após Francisco amplamente evitar falar sobre casamentos entre pessoas do mesmo sexo durante sua visita histórica aos Estados Unidos, onde discursou para o Congresso, se encontrou com moradores de rua e pediu para o país receber imigrantes.
O papa, falando a repórteres durante voo de volta para casa após sua viagem de 10 dias por EUA e Cuba, disse que autoridades do governo têm o "direito humano" para recusar um trabalho caso sintam que isso viole sua consciência.
Staver, cuja cliente foi presa por cinco dias em setembro por se recusar a acatar uma ordem judicial para emitir licenças para casamentos de pessoas do mesmo sexo de acordo com a ordem da Suprema Corte, disse à CBS que sua equipe não quis revelar o encontro até o momento para evitar interferências com a mensagem do papa durante sua visita.
"Não queríamos que a visita do papa fosse ofuscada por Kim Davis", disse Staver durante uma entrevista à emissora. Durante o encontro, o papa disse a David para "ser forte", acrescentou Staver.

Clique AQUI para ler e entender o caso Kim Davis

Publicado em Jornal A Cidade


Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.