Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Chineses "invadem" Israel


Israel anuncia que irá receber milhares de operários da construção civil da China.
A China concordou enviar milhares de operários da construção civil para trabalhar em Israel e ajudar o Estado judaico a aliviar os problemas relacionados com a escassez e preços da habitação, anunciou hoje o governo israelita.
O acordo prevê que 6 mil operários chineses cheguem a Israel nos seis meses a seguir à sua assinatura formal, prevista para o final de fevereiro, anunciaram os ministérios do Interior e das Finanças israelitas através de um comunicado conjunto, divulgado pela agência France-Presse.
Uma delegação israelita e o Ministério do Comércio chinês acabam de assinar uma proposta de acordo na China, acrescenta o documento.
O texto cita o ministro das Finanças israelita, Moshe Kahlon, segundo o qual a chegada dos operários chineses irá "energizar os esforços para resolver a crise da habitação".
Os custos da habitação em Israel têm vindo a subir de forma acentuada desde 2008, de acordo com dados do Banco de Israel, impactando fortemente na subida dos custos de vida, o que tem vindo a motivar várias manifestações no país desde 2011.
Kahlon, cujo partido, Kulanu, fez campanha para as legislativas de 2015 com o compromisso de baixar os custos de vida, ficou exposto em agosto último às críticas da população israelita por um relatório do Governo que mostrou que os preços da habitação estão a crescer à taxa de 8% ao ano.
Quase 9 mil trabalhadores estrangeiros da construção civil trabalham atualmente em Israel, todos eles provenientes de países do leste da Europa e metade dos quais ao abrigo de acordos bilaterais, sublinha o Ministério do Interior israelita.
O ministério acrescenta que estes acordos têm permitido salvaguardar os direitos dos trabalhadores e têm mitigado a necessidade do recurso a empresas de recursos humanos, que cobram preços elevados e exploram os trabalhadores migrantes.

Publicado em Lusa via TSF


Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.