Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Padre italiano é acusado de fazer orgias na igreja e agenciar mulheres

Andrea Contin, de 48 anos, teve vídeos e brinquedos sexuais apreendidos.
Um padre italiano está sendo investigado por supostamente organizar orgias em sua reitoria.
O padre católico Andrea Contin, de 48 anos, pároco da igreja San Lazzaro, na cidade de Pádua, viveria de ganhos imorais e violência psicológica sobre seus paroquianos, afirma a mídia local.
Vários brinquedos sexuais e vídeos, que mostrariam orgias acontecendo nas instalações da igreja, foram apreendidos após as queixas de três paroquianas. Esses vídeos, de acordo com o jornal "Corriere del Veneto", teriam em suas capas os nomes de vários Papas.
Ainda segundo o "Corriere", Contin já viajou com "namoradas" para países como Áustria, França e Croácia, e visitou o resort francês de naturismo e swing Cap d'Adge.
De acordo com o "The Times", Contin também é acusado de agenciar 15 "namoradas" em sites pornográficos.
Em meados de 2016, um bispo local já tinha feito uma denúncia interna contra o padre, mas, na época, as autoridades da igreja não levaram o caso à polícia, justificando que ainda não haviam terminado sua própria investigação.
Uma mulher de 49 anos que trabalhava como voluntária da igreja disse ao site do jornal "Il Mattino di Padova" que teve um caso com o padre Contin e chegou a ter relações sexuais com ele na reitoria.
— Havia um monte de mulheres pairando ao seu redor. Eu não entendi isso no início, só mais tarde — conta ela, que preferiu não se identificar.
Ao mesmo site, uma das supostas ex-namoradas do padre disse, em uma entrevista anônima, que Contin a perseguiu com mensagens e telefonemas antes de eles fazerem sexo.
Até o momento, o padre Contin não foi preso, mas um promotor investiga as alegações.

Publicado em O Globo

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.