Header Ads



ATUALIZADAS
recent

102 membros da tribo "perdida" Bnei Manassés regressam a Israel após 2.700 anos de exílio



Cento e dois membros da tribo "perdida" Bnei Manassés estarão chegando a Israel durante esta semana, constituindo o maior grupo dos assim-chamados "judeus perdidos" a fazerem retorno (aliyah) para Israel.
Os membros desta comunidade residente na Índia alegam descender de judeus expulsos de Israel para a Índia no 8º século a.C. O retorno destes judeus está sendo organizado pela "Shavei Israel", uma organização filantrópica sediada em Jerusalém e que se auto-denomina como "a única organização judaica que está atualmente a alcançar os 'judeus perdidos', num esforço para facilitar o seu retorno a Israel."



Já em 2005 o rabino-mor de Israel Shlomo Amar reconheceu oficialmente os "Bnei Manassés" como "tribo perdida", e desde aí cerca de 1.700 membros dessa comunidade mudaram-se para Israel antes do governo israelita parar de lhes conceder vistos. O governo reverteu posteriormente esta decisão, possibilitando-lhes novamente o retorno a Israel. Os últimos membros a chegar a Israel são oriundos do estado de Mizoram, no Nordeste da Índia, sendo os primeiros membros desta comunidade a fazerem "aliyah" desde Janeiro de 2014.
"Ao longo deste próximo ano, com a ajuda de Deus, iremos trazer um total de mais de 700 imigrantes "Bnei Manassés" para Israel - a maior ponte aérea num único ano" - anunciou Michael Freund, fundador e presidente da organização "Shavei Israel."
"Após 27 séculos no exílio, esta tribo perdida de Israel está realmente voltando para casa. Mas não descansaremos até que os restantes "Bnei Manassés" ainda na Índia possam também fazer 'aliyah'" - afirmou Freund.
Trinta dos 102 membros deverão ter chegado hoje a Israel, sendo que os restantes 72 deverão chegar no próximo dia 16. Estes novos imigrantes irão viver em Nazaré Illit, onde já existe uma pujante comunidade "Bnei Manassés."

Publicado originalmente em Shalom Israel

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.