Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Poeta pernambucano conta a Reforma Protestante em cordel

Obra escrita por poeta pernambucano alude aos 500 anos do movimento religioso
O jornalista e cordelista Jénerson Alves lançou um folheto que conta, poeticamente, a história da Reforma Protestante. Processo histórico na história do cristianismo que deu origem ao movimento protestante e evangélico em todo o mundo, agora recebe uma análise e narração cultural.
Jénerson, que também é presidente da Academia Caruaruense de Literatura de Cordel (ACLC), produziu o folheto que, segundo ele, pretende provocar reflexões ao público evangélico sobre a história das instituições cristãs existentes no dia de hoje.


O autor considera que uma parte dos evangélicos brasileiros desconhecem as raízes do movimento e seus desdobramentos. “Devido ao grande aumento no número de igrejas evangélicas no Brasil nas últimas décadas, nem todos conhecem bem as origens do segmento”.
Alves acredita que o cordel é uma ferramenta eficaz para a aprendizagem das questões históricas que envolvem a Reforma Protestante. “Através do cordel, esta mensagem é narrada de maneira clara e objetiva, pois a poesia popular traz a síntese como uma de suas características mais marcantes”, argumentou.

Confira trechos:

Ao entender a Mensagem,
Teve alegria tamanha
Que escreveu noventa e cinco
Teses contra a venda estranha
De indulgência papal
E expôs na Catedral
De Wittenberg, Alemanha.

Fizeram cópias das teses
Em latim e alemão.
Um tempo depois, as tais
Se espalharam na nação,
Gerando o maior abalo
E o papa quis obrigá-lo
A fazer retratação.

Mas Lutero recusou-se
Renunciar à Verdade.
Não viu o poder do papa,
Viu de Deus a majestade.
Com a fé que ninguém toma,
Foi infiel ante Roma,
Mas foi fiel à Trindade.

Publicado originalmente em GP

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.