Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Advogado quer processar Pilatos, Rei Herodes e alguns judeus pela morte de Jesus Cristo


Segundo ele as provas do crime estão todas descritas na Bíblia Sagrada e não tem como negá-las.
Um advogado queniano apresentou uma petição à Corte Internacional de Justiça em Haia, sugerindo que o julgamento e crucificação de Jesus Cristo foi ilegal.
O antigo porta-voz do Judiciário queniano está tentando processar Tiberius (Imperador de Roma, 42 aC-37 dC), Pôncio Pilatos, uma seleção de anciãos judeus, o Rei Herodes, a República da Itália e o Estado de Israel.
"A evidência de hoje está registrada na Bíblia, e você não pode desacreditar dela", disse Indidis ao Kenyan Citizen News.
Embora aqueles que ele sugere deveriam ter sido condenados durante o julgamento original não estão vivos há mais de 2.000 anos, Indidis insiste que o governo pode e deve ser responsabilizado.
"Eu vou lutar pelo caso, porque é meu dever defender a dignidade de Jesus e buscar justiça para o homem de Nazaré", Indidis disse o Nairobian.
"Sua acusação seletiva e maliciosa violou seus direitos humanos por meio de má conduta judicial, abuso e preconceito", disse o advogado.
Indidis indiciou a Italia e o Estado de Israel porque os dois estados incorporaram as leis do império romano, aquelas em vigor na hora da crucificação.
Ele está questionando os recursos usados durante o julgamento, acusação e condenação de Jesus, bem como a forma de punição aplicada a ele durante o processo judicial e as informações usadas para condená-lo.

Publicado originalmente em 1News Brasil

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.