Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Hillsong: igreja da moda tem Marquezine como seguidora e atrai jovens

Reunião na Hillsong, em São Paulo: cultos evangélicos que atraem milhares de jovens brasileiros
Jogos de luzes fazem o culto da igreja Hillsong parecer um show de rock. Os músicos que vão comandar o evento sobem ao palco de calças jeans, jaquetas pretas, botas e cortes de cabelo moderno. Bateria, baixo, teclado e backing vocal estão a postos. Logo entra o pastor convidado, o músico britânico Martin Smith, que, segundo os fiéis, já tocou até com U2, com um violão a tiracolo.
Na plateia, 90% dos fiéis são jovens, na faixa dos 20 a 30 anos. As músicas, que falam de Deus e frases de autoajuda, têm melodias que lembram baladas de bandas famosas, uma espécie de Coldplay gospel. "Estou vivo na grande pista de dança de Deus", diz uma das canções.
No Brasil desde 2016, a Hillsong tem atraído cada vez mais jovens. Começou com uma reunião por semana e hoje são quatro a cada domingo em uma casa de eventos na Vila Olímpia, bairro nobre de São Paulo - único lugar que tem cultos no Brasil.
Há pelo menos 500 pessoas na plateia em cada um dos encontros da tarde, às 14h30 e 16h30. Nos horários da noite, às 18h30 e 20h30, esse número é ultrapassado, portanto mais de 2.000 participantes circulam pelo local por domingo.

Igreja australiana com unidades em 19 países
Fundada em 1983 na Austrália pelo casal Brian, 64, e Bobbie Houston, 61, a Hillsong tem unidades em 19 países. Na época, eles tinham menos de 30 anos e a instituição até hoje segue preceitos atraentes para a juventude. É evangélica pentecostal, segue a Bíblia e pede dízimo, como as igrejas tradicionais, mas a todo momento usa a linguagem dos jovens no palco. A música tem pegada pop rock e os vídeos no telão parecem a abertura de um programa da MTV.
A Hillsong deve muito de sua fama às celebridades que frequentam os cultos, como Justin Bieber e a noiva, a modelo Hailey Baldwin. Mas a popularização também acontece por causa das músicas criadas pela igreja. Frequentadores contam que ouviam as canções no Brasil há mais de 10 anos. Hoje, a conta Hillsong United no Spotify mantém mais de 2 milhões de ouvintes mensais ao redor do mundo.
No Brasil, Bruna Marquezine é uma das fãs notórias. A atriz frequentou unidades da Hillsong em viagens aos Estados Unidos e, nas redes sociais, posta hits gospel em inglês. Recentemente, registrou o casamento de uma amiga, cujo noivo é membro da igreja na Holanda, nas redes sociais. Outro frequentador assíduo dos cultos em São Paulo, segundo fiéis, é o ex-jogador de futebol Kaká, que sempre afirmou publicamente ser evangélico.

Valores tradicionais com roupagem moderna
Nas falas, os pastores de São Paulo, Pedro Albuquerque e Rafael Bittencourt, exaltam valores tradicionais. Falam do poder e da importância de casar e formar uma família. Eles próprios são exemplos desse discurso: jovens, descolados e casados.
O comportamento moderninho se vê na consagração, um dos pontos altos do ritual. No rito católico, esse momento tem fila para hóstia e silêncio.
Na Hillsong, pequenos pedaços de bolacha e copinhos de suco artificial vermelho, que representam o corpo e o sangue de Cristo, passam em uma travessa entre os fiéis, para que cada um pegue o seu. Do palco, Bittencourt exalta o momento de adoração, sempre sorrindo.

Bandeja com pedaços de bolacha e copinhos de suco artificial: corpo e sangue de Cristo
A 15 minutos do fim da reunião, que costuma ter duração de uma hora, um cenário é montado no palco com sofá, poltrona e mesa de centro. Como em um programa de entrevistas, os pastores entrevistam o convidado, perguntam de sua família, da congregação em seu país.
Quando uma frase arrebata o público, são ouvidos vários "uau" em concordância, expressão que parece ser usada no lugar do "amém". Na reunião de domingo, o convidado Smith, em inglês, disse ao fiéis que o pastor Pedro Albuquerque é iluminado e que, ao lado da mulher, o casal será uma "explosão". Orientou-o, inclusive, a comprar um terno e uma gravata porque em breve estará envolvido com política e terá influência no governo. Tudo foi traduzido pelo pastor Rafael.

Pastor Pedro Albuquerque, da Hillsong
Os cultos costumam ser conduzidos pelos pastores brasileiros, com a maioria das músicas em português. A visita de Smith, assim como o momento em que ele é entrevistado no palco, foram uma situação especial.

Maquiagem, esmalte e Jesus
Além de usar linguagem moderna para atrair jovens, a Igreja também tem programação para mulheres. A cada três meses, elas se encontram no mesmo local para louvar a Deus ao lado das colegas fiéis. O evento é chamado de Sisterhood (irmandade, em inglês).
"O coração de tudo é empoderar as mulheres", explica o pastor local Pedro Albuquerque. Nesses eventos, no hall de entrada dos encontros, há serviço de cabeleireiro, esmalteria e maquiagem. O próximo será ainda neste mês.

Publicado originalmente em BOL
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.