Header Ads



ATUALIZADAS
recent

YESHUA, o nome original de Jesus Cristo


Independentemente de crenças religiosas, "Jesus Cristo" é, de fato, um nome universalmente reconhecível. No entanto, esse não é, nem de longe, o nome original da principal figura do cristianismo. A nomenclatura correta, no caso, é Yeshua, um termo de raiz hebraica que significa "salvar" ou "salvação".

Para muitos estudiosos, a nomenclatura acima seria o nome correto de Jesus Cristo, o nome que deveríamos estar utilizando hoje. O termo, em hebraico, é forma abreviada de Yehoshua, que foi traduzido para o português como Josué. "Yehoshua" significa "o Eterno salva", uma descrição abrangente de divindade e glória.

"Yeshua", além disso, era um nome judaico bastante comum na época em que Jesus estava vivo. Tão comum que, em Israel, arqueólogos descobriram a nomenclatura esculpida em 71 cavernas funerárias.

Agora, por que tal nomenclatura não consta no Novo Testamento e na tradução de nossas bíblias? A resposta é simples: é uma questão de tradução.

A trajetória do nome

Com o objetivo de alcançar o amplo ambiente greco-romano, os autores do Novo Testamento tinham como incumbência divulgar a mensagem da salvação além das fronteiras de Israel. Em grego, o nome "Yeshua" possui uma fonética estranha, já que no grego não existe o som "ch". A nomenclatura também é estranha para os gregos porque um nome que termina em "a" se assemelha a um nome feminino. Os nomes masculinos normalmente terminavam em "-os" ou "-ous". Assim, Yeshua foi adaptado para Iäsous (a segunda sílaba é a tônica).

Na versão em latim, o nome foi transformado em Iesus, forma o qual foi assimilado pelos europeus e outras nações. Conhecemos a forma original desse nome através do sucessor de Moisés, Josué, a forma pré-babilônica de Yeshua. No idioma grego do Novo Testamento, Josué também é chamado de Iäsous, ou seja, Iesus, como consta na Carta aos Hebreus 4.8.  A nomenclatura foi introduzida à Septuaginta, no século 2 a.C., que era a tradução oficial da Escritura Sagrada hebraica para o grego. Originalmente, Josué se chamava Hoshua, até que Moisés o renomeou como Ye-Hoshua.

De acordo com o filósofo em religião Schalom Ben-Chorin, esse é o nome que constava na cruz de Jesus, em forma de acrônimo. A cena, descrita em João 19:20, aponta que os romanos pregaram na cruz um cartaz dizendo "O Rei dos Judeus". Esta inscrição tornou-se padrão de representações da crucificação no cristianismo ocidental durante séculos como "INRI", uma abreviação para Iesus Nazarenus Rex Iudaeorum  (Jesus, o rei nazareno dos judeus).

Como o latim era a língua preferida da Igreja Católica, "Yeshua" foi o nome de Cristo que tornou-se conhecido em toda a Europa. Até mesmo na publicação, de 1611, da Bíblia, King James usou a grafia "Iesus".

Jesus, a nomenclatura

Agora, é difícil identificar de onde exatamente veio a grafia de "Jesus". Especula-se que veio da Suíça. Quando a rainha Bloody Mary assumiu o trono inglês, em 1553, eruditos protestantes ingleses fugiram. Os que haviam deixado o país, encontraram refúgio em Genebra. Foi lá que uma equipe de mentes inglesas começou a realizar a tradução da Bíblia de Genebra, que usava a grafia suíça "Jesus". A Bíblia de Genebra foi uma tradução extremamente popular, tanto que foi citada por Shakespeare e Milton em suas obras. Em 1769, a maioria das traduções inglesas da Bíblia estava usando a grafia de "Jesus".

Publicado em Fatos Desconhecidos

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.