Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Educação é a chave para o avanço cristão no Paquistão


Os cristãos e outras minorias no Paquistão enfrentam uma série de desafios de grupos religiosos fundamentalistas
O bispo Samson Shukardin dirige a Diocese de Hyderabad, uma das sete dioceses do Paquistão. É o lar de 60 mil cristãos, metade dos quais são tribais. A Diocese opera 56 escolas, acomodando mais de 13 mil estudantes. Os cristãos e outras minorias no Paquistão enfrentam uma série de desafios de grupos religiosos fundamentalistas. Dom Samson falou com a ACN sobre a importância da educação para a tolerância religiosa.

O CRISTIANISMO ESTÁ SENDO REPRESENTADO DE FORMA NEGATIVA NOS LIVROS USADOS NAS ESCOLAS PÚBLICAS?
As minorias são consideradas infiéis e são representadas negativamente nos livros didáticos, que promovem preconceitos contra as minorias.

AS ESCOLAS PÚBLICAS SÃO UM AMBIENTE DESAFIADOR PARA OS CRISTÃOS?
Tudo depende de onde a escola está e como ela é orientada. Muitas minorias dão a seus filhos nomes islâmicos para que eles não sejam identificados como cristãos, e se tornem alvos potenciais para a discriminação nas escolas de ensino básico ou mesmo nas universidades. Em muitos casos, os estudantes cristãos sofrem abusos nas escolas públicas.

A EDUCAÇÃO SERIA A MAIOR NECESSIDADE DA IGREJA NO PAQUISTÃO?
Precisamos de mais escolas e assistência financeira para famílias pobres. Também precisamos de recursos para ajudar as famílias carentes a enviar seus filhos para a faculdade. A educação é fundamental para transformar a sociedade.

POR QUE OS RADICAIS ODEIAM TANTO O CRISTIANISMO?
Os fundamentalistas acreditam que o Islã é a única religião completa — que a salvação só é encontrada no Alcorão, considerado como o último livro sagrado. Eles acreditam na Bíblia como um livro de Deus, porque muitas coisas no Alcorão são baseadas na Bíblia. Há respeito por Jesus e Nossa Senhora — isso vale tanto para os fundamentalistas quanto para os muçulmanos moderados. No entanto, o Cristianismo é associado ao Ocidente e à União Europeia, razão principal dos extremistas muçulmanos rejeitarem os cristãos e outras minorias. No entanto, há muito mais ataques em mesquitas do que em igrejas, ou seja, muçulmanos fundamentalistas matando colegas muçulmanos moderados.

QUAIS SÃO ALGUMAS DAS MANIFESTAÇÕES MAIS DOLOROSAS E PREJUDICIAIS DO ISLÃ RADICAL NO PAQUISTÃO?
Não há nenhuma oportunidade para que outros grupos minoritários possam ter uma vida normal. Claramente, nem todos os muçulmanos são fundamentalistas. A maior parte é formada por pessoas muito boas. O problema é a lei da blasfêmia, os sequestros e casamentos forçados. Os muçulmanos acreditam que a conversão de uma pessoa para o Islã lhe garanta a vida eterna, e assim acabam acontecendo os sequestros e os casamentos forçados, que são mais comuns em áreas rurais, onde as pessoas têm pouca educação. As minorias também sofrem discriminação no trabalho e nos direitos como cidadãos.

QUAL FOI O IMPACTO DA ABSOLVIÇÃO DE ASIA BIBI E SUA PERMISSÃO PARA ABANDONAR O PAÍS?
O caso de Asia Bibi é um grande crédito para o governo. Os cristãos do Paquistão são muito gratos ao governo atual. Mas há uma série de outros casos como o dela, mas que não possuem a mesma publicidade. Nos últimos 20 anos, houve mais de 1,5 mil casos de indivíduos acusados pela lei da blasfêmia, muitos deles de grupos minoritários muçulmanos.

APESAR DAS AMEAÇAS, A FÉ DA COMUNIDADE CRISTÃ É MUITO FORTE. AS IGREJAS ESTÃO CHEIAS AOS DOMINGOS. COMO O SENHOR EXPLICA ISSO?
Apesar de todas as dificuldades e discriminações, a comunidade cristã é muito forte no seu sistema de crenças. As igrejas estão cheias nos fins de semana, nas celebrações e feriados religiosos. O povo está orgulhoso de sua fé e a Igreja é a fonte da vida e o incentivo de sua fé.

ACN via Jornal O São Paulo

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.