Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Reverendo Franklin Graham é proibido de pregar em evento no Reino Unido por considerar “casamento” gay um “pecado”



O reverendo americano Franklin Graham, evangelista e filho do falecido pregador Billy Graham, estava programado para falar, em 12 de junho de 2020, em um evento em Liverpool, no Reino Unido. No entanto, autoridades locais proibiram a vinda de Graham e cancelaram o evento.

Segundo a CBN News, o evento de Graham, a ser realizado no ACC Liverpool, fazia parte de uma turnê maior pelo Reino Unido. As autoridades do local anunciaram sexta-feira (24) que o evento seria excluído da programação porque as opiniões de Graham – particularmente sua interpretação bíblica do casamento como uma união entre um homem e uma mulher – são “incompatíveis com nossos valores”.

O evento ‘Graham Tour UK’ foi originalmente planejado para ocorrer no ACC Liverpool em 12 de junho de 2020.

A decisão de cancelar a parada de Graham em Liverpool não é surpreendente. Ativistas da Agenda LGBT já estavam pressionando as autoridades locais por permitir que Graham compartilhasse o Evangelho no espaço.

Um grupo crítico da aparição de Graham no ACC Liverpool foi a Rede LGBT do Partido Trabalhista de Liverpool (LPLGBT Network), que se referia ao evangelista como “um pregador de ódio homofóbico”.

Os ativistas elaboraram uma petição, pedindo o apoio de seus representantes eleitos localmente, em resposta ao evento do “pregador de ódio homofóbico” Franklin Graham.



Resposta de Graham
Na segunda-feira (27), Graham respondeu à decisão do ACC Liverpool.

Ele escreveu uma carta aberta à comunidade LGBT no Reino Unido, informando que ele está indo para a Grã-Bretanha não para condená-los. Pelo contrário, ele está indo para apresentar o Evangelho.

Graham, no entanto, admitiu que vê a relação homossexual como um pecado.

“O problema, penso eu, é se Deus define a homossexualidade como pecado. A resposta é sim. Mas Deus vai mais além do que isso, dizendo que somos todos pecadores – inclusive eu. A Bíblia diz que todo ser humano é culpado de pecado e precisa de perdão e limpeza. A penalidade do pecado é a morte espiritual – separação de Deus para a eternidade”, disse Graham.

Graham também defendeu o direito à liberdade de expressão e liberdade religiosa. Ele escreveu que não iria ao Reino Unido “para falar contra ninguém” porque o Evangelho “é inclusivo”.

“Estou indo falar para todos. O evangelho é inclusivo. Não estou levando o ódio, estou levando o amor”, acrescentou o evangelista.

O pregador de 67 anos terminou sua carta dizendo que a comunidade LGBT é “absolutamente bem-vinda” a participar de um de seus eventos no Reino Unido.

Conexão Política

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.