Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Conheça o "Mindar", o monge-robô desenvolvido por templo budista no Japão


A Universidade de Osaka e o templo budista de Kyoto investiram US$ 1 milhão no desenvolvimento da máquina.
Rosário eletrônico, plataforma de streaming com conteúdos religiosos, funeral para cão-robô — e agora, um monge-robô. A inovação e a tecnologia chegaram às religiões.
O monge-robô, chamado de Mindar é o novo integrante de um templo budista de 400 anos, localizado em Kyoto, no Japão. Com corpo de alumínio e rosto de silicone, o Mindar mede 1,80 metro de altura e pesa 31 quilos. O robô consegue mover os braços, a cabeça e o tronco. Mindar foi projetado para se parecer com Kannon, divindade budista da compaixão e misericórdia.

Um dos pesquisadores que ajudou a projetar o Mindar é o Kohei Ogawa, professor da Universidade de Osaka. Segundo ele, o objetivo era redesenhar uma estátua budista usando tecnologia moderna. Para desenvolver o robô, o templo e a Universidade de Osaka investiram US$ 1 milhão.

Empresa vende “tênis que Jesus usaria” por R$ 12 mil e esgota estoque em minutos
A função do monge-robô é dar sermões aos fiéis. Os discursos são pré-programados e podem ser traduzidos para chinês ou inglês. A máquina não conta com inteligência artificial, então os fiéis não conseguem interagir com ela. No entanto, segundo Tensho Goto, administrador do templo, o objetivo é instalar a tecologia para oferecer uma experiência melhor aos fiéis. "Esse robô nunca vai morrer. Ele continuará se atualizando e evoluindo. Com a inteligência artificial, esperamos que ele cresça em sabedoria para ajudar as pessoas", afirmou ao jornal Washington Post.

O pesquisador Ogawa concorda e diz que o grupo estuda implementar a tecnologia. "Na próxima etapa, estamos planejando criar uma função autônoma. Vamos abordar questões mais fundamentais: como definimos a inteligência de uma estátua budista?", disse. Feito isso, a máquina estará pronta para interagir — e até aconselhar os fiéis.

ÉPOCA NEGÓCIOS

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.